06 set 2017

Como investir em marketing sem comprometer as finanças do seu negócio

Como investir em marketing sem comprometer as finanças do seu negócio

Em época de recessão econômica, investir em marketing é um grande desafio, visto que se não for bem planejado pode comprometer as finanças da sua empresa, e não é isso que você quer, não é mesmo?

O segredo é não ter medo de manter esse setor tão importante para a propagação da sua marca. Afinal, sem marketing, sem crescimento nas vendas.

Portanto, acompanhe este artigo e saiba de uma vez por todas como investir nessa área sem afetar seu bolso. Boa leitura!

Por que continuar investindo em marketing em tempos de crise?

Quando a economia fica estável, as companhias não hesitam em investir uma fração de seus capitais em marketing, mas no momento em que iniciam rumores sobre crises ou até queda de faturamento, muitas empresas suspendem os investimentos nesse setor, o que é um grande erro.

E o motivo disso é simples, o marketing mantém sua marca bem posicionada no mercado e é responsável pela sua imagem perante seus clientes. É o que guia sua empresa para atingir as necessidades e os anseios do público-alvo, afinal, são essas pessoas que consumirão seus produtos.

Como separar uma parcela dos investimentos para o marketing?

A primeira etapa a ser resolvida é verificar se há verbas disponíveis. Com inúmeros custos, tributos e imprevistos, ter esse dinheiro disponível pode parecer improvável, mas felizmente não é. Basta mudar a percepção das coisas.

Assim como muitos empresários, é capaz que você pense em marketing como um custo supérfluo, mas pode também passar a considerá-lo como um investimento que pertence ao planejamento de negócios. O principal problema é que alguns não sabem notar essa diferença e, para agravar a situação, medir o ROI (Retorno Sobre o Investimento) pode ser um pouco trabalhoso.

Antes de investir, é preciso ter um “pensamento redundante”, ou seja, você deve saber o quanto precisa ser investido em marketing conforme os resultados previamente definidos no seu planejamento estratégico.

Assim, basta fazer um cálculo simples baseado nos seguintes questionamentos:

  • qual receita devo gerar no próximo ano fiscal?
  • qual a média anual de gastos por cliente na minha empresa?
  • qual a porcentagem de fechamento de vendas?

Com essas perguntas é possível descobrir a quantia necessária para investir em marketing.

Para facilitar ainda mais esse processo, é importante classificar o marketing em duas vertentes responsáveis por gerar valor à marca, confira:

1. Marketing Institucional (MI)

Este tipo de marketing visa ações para que os consumidores conheçam as intenções da empresa, bem como seus produtos e serviços. Concerne especificamente ao crescimento da marca, por meio de campanhas em:

  • mídias sociais;
  • websites;
  • materiais gráficos (catálogos, cartões de visita, folders, etc.);
  • jornais;
  • revistas.

O MI funciona melhor quando é feito um investimento contínuo, ou seja, em vez de separar uma parte do faturamento, é melhor estipular um valor fixo mensal a fim de cobrir as divulgações.

2. Marketing Comercial (MC)

Já o marketing do segmento comercial é focado no aumento de vendas, como campanhas sazonais (dia das mães, páscoa, natal, etc) e promoções. Para realizá-lo basta separar uma parte do faturamento previsto.

Com esse montante você pode programar e simular possíveis ações, fazer orçamentos para saber os custos necessários, buscar fornecedores capacitados a realizá-las, criar um cronograma a fim de definir as práticas mais adequadas para o período sazonal de sua marca e, especialmente, apontar objetivos para essas atividades.

O Marketing Digital vale a pena?

Com as mudanças nos hábitos de consumo, mesmo em tempos de crise, as pessoas ainda têm necessidades que, de qualquer forma, serão atendidas. Isto é, se você não supri-las, seu concorrente o fará. Por esse motivo, é necessário investir constantemente em propaganda, mas por meio de ações/opções de menor custo, como é o caso do Marketing Digital (MD) que está diretamente ligado ao Marketing Institucional.

Utilizando o Marketing Digital, você conseguirá interagir com seus clientes onde eles estiverem (graças à consolidação dos dispositivos móveis), oferecendo produtos e soluções de maneira instantânea.

Com essa postura, eles ficarão satisfeitos com suas ações, serão fiéis à sua marca e compartilharão suas experiências com outras pessoas. Aumentando assim seu leque de clientes e elevando seus lucros.

Conheça a seguir mais algumas vantagens do Marketing Digital.

Capacidade de mensurar campanhas

Com o MD, os efeitos são imediatos. Você consegue enxergar quais abordagens são mais eficientes e fazer alterações para aprimorar os seus resultados, além de comparar o desempenho de cada campanha.

Também é possível prever seu faturamento e consequentemente ir progredindo à medida que as etapas dos processos de divulgação vão sendo cumpridas.

Alcance de público segmentado

Com o marketing tradicional, torna-se mais difícil mensurar os resultados, além de ser mais complicado conduzir o cliente certo para a campanha criada, trazendo na maioria das vezes um grande prejuízo para sua empresa.

Agora com o marketing digital é muito mais fácil criar campanhas e direcioná-las para o público mais compatível com o assunto abordado. Assim, suas taxas de conversões tendem a aumentar rapidamente, podendo até reduzir o período do ciclo de vendas.

Investimento reduzido

Como dito no início deste tópico, o MD é de baixo investimento, devido à possibilidade de atingir os clientes mais propensos a fechar negócios. Ou seja, quando você focaliza suas ações em um determinado grupo de consumidores, a chance de eles comprarem os produtos da sua marca aumenta, a sua taxa de conversão sobe e, consequentemente, seu investimento em marketing é reduzido.

Propagação das campanhas

Além das vantagens citadas acima, se o marketing digital for realizado de forma certeira você conseguirá tornar o nome da sua marca cada vez mais conhecido em diversos mercados.

Se você vincular o Marketing de Atração (Inbound Marketing) nesse processo, poderá aumentar seu ROI rapidamente, provando de uma vez por todas a importância desse setor dentro da sua companhia.

Inbound inclui estratégias atrativas para gerar leads e aumentar tráfego para o seu site, podendo ser realizado com a manutenção de blogs, criação de e-books, campanhas PPC (pague por clique), etc.

Com as informações apresentadas ao longo desse artigo, esperamos que você possa ter compreendido como investir em marketing da maneira correta. Basta saber conciliar esse setor com suas finanças a fim de garantir que suas campanhas sejam eficientes e menos onerosas.

Viu só como investir em marketing pode manter sua empresa firme em tempos de crise? Se esquecemos de mencionar algum ponto que você considera importante, mostre para nós! Aproveite para contar suas experiências deixando o seu comentário!

Agora, se você precisar de crédito para sua empresa e estiver sem tempo para a burocracia dos bancos, conte com a BizCapital.

Peça uma proposta sem compromisso: bizcapital.com.br/direto

Visite nosso site: www.bizcapital.com.br

ver tudo sobre: dicas de gestão