02 set 2016

Como manter um fluxo de caixa saudável em minha empresa?

leitura de 3 min
Como manter um fluxo de caixa saudável em minha empresa?

Saúde financeira é a base para que uma empresa se mantenha resiliente no mercado. Afinal, só mediante um bom controle de suas finanças que o gestor consegue realizar projeções assertivas, calcular o capital de giro do negócio, além de realizar investimentos para o crescimento da organização. Para fazer isso, ele precisa das ferramentas apropriadas, é claro. E a principal delas é o fluxo de caixa.

Basicamente, os fluxos de caixa são necessários para que o gestor acompanhe o resultado operacional do negócio. Isto é: registrar as entradas e saídas de recursos financeiros que tenham relação direta com as atividades operacionais da empresa. Manter esse balanço é fundamental, até porque, se o saldo da equação é positivo, significa que a empresa está no caminho certo.

A pergunta, então, é a seguinte: o que fazer para manter a saúde dos fluxos de caixa? É o que você vai conferir nesse post. Acompanhe!

Defina as regras para fazer o fluxo de caixa

É fundamental que você defina com clareza quais serão as regras que adotará para o seu controle. Afinal, qual será o período a ser avaliado? Semana, mês ou ano? Assim, você pode comparar os resultados com mais precisão, e ter informações padronizadas.

Além disso, a própria composição visual dos fluxos de caixa devem ser consideradas. Saídas em vermelho, por exemplo, e entradas em azul, auxiliam no controle e no monitoramento, pois facilitam a identificação da informação.

Registre as contas

Agora é o momento do registro. Em primeiro lugar, você deve separar as despesas fixas das variáveis para compreender um pouco mais como funcionam ambas. As primeiras estão relacionadas às contas mensais da empresa, como a luz, os salários entre outros. Já as despesas variáveis estão intimamente ligadas à produção, como as matérias-primas.

Além disso, é preciso criar uma política interna pautada na prestação de contas. Os colaboradores precisam ser treinados para dar valor a cada registro, pois isso pode impactar diretamente a percepção do gestor.

Separe as contas em categorias

Tanto as contas a receber (entradas) quanto as contas a pagar (saídas) devem ser separadas em categorias ou centros de custos, como marketing, informática entre outros. Isso aumenta o grau de controle dos fluxos de caixa, além de permitir uma avaliação mais precisa de cada uma das movimentações.

É preciso tomar cuidado nessa separação. Muitas categorias podem tornar os fluxos de caixa confusos. Caso faça o contrário e resolva pela simplicidade, eles podem se tornar superficiais e pouco informativos.

Realize projeções financeiras

A melhor parte de controlar efetivamente o fluxo de caixa é que, com o tempo, o gestor aumenta a previsibilidade de receitas e despesas do negócio. Isso porque, com as informações coletadas mensalmente, é possível realizar projeções financeiras para a companhia.

Essas projeções ajudam não só o campo financeiro, mas também outras atividades relacionadas, como o controle de estoques e a definição de metas de vendas.

Esteja preparado para se adaptar

Existem várias situações nas quais o gestor precisa se adaptar para garantir a segurança financeira do negócio, ou, simplesmente, para conseguir os recursos de que necessita para investir no crescimento. Nesse caso, é preciso pensar um pouco fora da caixa e ir além dos recursos financeiros internos.

Uma forma para equilibrar as contas ou garantir que haja um bom crescimento é por meio dos empréstimos, por exemplo. Se o gestor consegue se organizar, ele pode acelerar o seu crescimento, ou, simplesmente, sair de uma situação financeira desfavorável.

Gostou das nossas dicas sobre fluxo de caixa? Então, aproveite para aprender ainda mais e veja também o que não deve ser feito nos fluxos de caixa do seu negócio!

Agora, se você precisar de crédito para sua empresa e estiver sem tempo para a burocracia dos bancos, conte com a BizCapital.

Peça uma proposta sem compromisso: bizcapital.com.br/direto

Visite nosso site: www.bizcapital.com.br

ver tudo sobre: dicas de gestão