27 maio 2022

O que é um cartão pré-pago e quais as vantagens para sua empresa

O que é um cartão pré-pago e quais as vantagens para sua empresa

Você sabe o que é um cartão pré-pago? Nos últimos anos, com o avanço das fintechs e diversas inovações regulatórias do Banco Central do Brasil, arranjos e instituições de pagamento tornaram possível a utilização de novas modalidades de meios de pagamento, como é o caso dos cartões pré-pago.

Dada a relevância dessa modalidade, preparamos este material para que você saiba o que é um cartão pré-pago e as vantagens e desvantagens em ter um.  Quer saber mais? Então, vem com a gente!

O que é um cartão pré-pago

Os cartões pré-pagos não são uma novidade, mas somente nos últimos anos é que eles realmente decolaram, principalmente após 2014, por conta da Circular nº 3.705, de 24 de abril, em que o Banco Central atualizou a regulação sobre arranjos e instituições de pagamento que viabilizaram esses cartões. 

Basicamente, o cartão pré-pago funciona como um cartão de crédito, mas com uma recarga prévia para que possa ser utilizado. É muito similar ao celular pré-pago, por exemplo. A forma como se carrega o cartão pré-pago depende da instituição financeira escolhida. Os mais comuns são:

Saldo em conta

O saldo a ser depositado no cartão pré-pago é descontado diretamente da conta associada ao usuário ou empresa. É o caso do BizCard, o cartão PJ da BizCapital.

O BizCard é um cartão pré-pago para PJ, que sempre deve ser usado na função crédito à vista. Ou seja, você usa o saldo disponível na BizConta, conta PJ digital da Biz, para fazer compras físicas e na internet, além de fazer assinaturas em serviços recorrentes. Assim, você acompanha os gastos feitos no seu cartão direto do celular, acessando seu extrato da conta. Tudo sem faturas e sem surpresas no fim do mês. É a conveniência do crédito com o controle financeiro do débito.

A BizConta, além de ser uma conta PJ com cartão de crédito, oferece diversas vantagens para o empreendedor, como TED, Pix e emissão de boletos grátis. Abra a sua clicando aqui  👇

Boleto bancário

Normalmente, o boleto no valor que você deseja recarregar pode ser gerado dentro do aplicativo que controla o cartão. Esse documento pode ser pago em lotéricas, aplicativo de bancos ou até em caixas eletrônicos.

Depósito

Essa possibilidade de recarregar somente através de depósito vale para depósitos identificados, aqueles feitos pessoalmente no caixa.

Lojas conveniadas

Alguns cartões possuem lojas físicas conveniadas que possibilitam a recarga do cartão. Nesse caso, basta comparecer ao local com o dinheiro em mãos.

Leia mais: conheça o BizCard, o cartão PJ da BizCapital

O cenário dos cartões pré-pagos

Agora que você já sabe o que é um cartão pré-pago, vamos dar uma olhada no cenário de meios de pagamento no Brasil e o quão promissor tem sido para os cartões pré-pagos. Para começar, de acordo com o balanço anual de 2020, publicado pela Abecs, em 2021, o total transacionado por meios de pagamentos eletrônicos foi de R$2 trilhões, dentre os quais, 59,4% vieram de cartões de crédito, 38,4% vieram de cartões de débito e 2,3% foram de cartões pré-pagos. 

em 2021, o valor total transacionado cresceu cerca de 33%, totalizando R$2,65 trilhões. Desse montante, R$1,6 trilhão foram transacionados por cartões de crédito (um crescimento de 36,6% em relação ao ano anterior), R$916,3 bilhões foram via cartão de débito (+20,2%) e R$117,1 bilhões foram por cartões pré-pago, um crescimento de expressivos 158,5%.

A participação dos cartões pré-pago no total de valores transacionados cresceu mais no período do que nas demais modalidades. De fato, quando falamos exclusivamente de participação, o total transacionado nas outras modalidades caiu, como podemos observar pelo comparativo a seguir:

Note que a participação dos cartões pré-pagos no total transacionado no 1º semestre de 2022 cresceu 2,7 pontos percentuais em comparação ao 1º semestre de 2021, enquanto a participação dos cartões de débito caiu. Os cartões de crédito, apesar da queda da participação em 2021, recuperaram o fôlego em 2022, mas também cederam espaço para os cartões pré-pagos. 

De todo modo, o número total de transações com cartões vem crescendo de maneira significativa e parte importante disso pode ser atribuída aos bancos digitais e a maior oferta de meios de pagamento eletrônicos, incluindo os cartões pré-pagos. 

Vantagens e  desvantagens do cartão pré-pago

O crescimento da participação dos cartões pré-pago no total de transações com cartões só reforça as vantagens em utilizar este meio de pagamento. Vamos dar uma olhada nos prós e contras. 

Vantagens

  • Controle de gastos: como o cartão pré-pago depende de uma forma de recarga para que possa ser utilizado, o controle de gastos é maior do que o cartão de débito, uma vez que você não gastará todo o valor disponível na sua conta, e também maior do que o cartão de crédito PJ, pois você não compromete a sua renda futura.
  • Sem análise de crédito ou comprovação de renda: é muito comum que os bancos façam análise do seu histórico de crédito antes de liberar qualquer produto financeiro e, no caso do cartão de crédito, não é diferente. Já o cartão pré-pago não possui esse problema, é facilmente aprovado, podendo ser usado imediatamente.
  • Também pode ser usado como crédito: muitas compras são feitas online hoje em dia. A pandemia impulsionou ainda mais o volume de vendas no varejo virtual. Nessas situações, quando não é possível usar o cartão de débito, caso você não possua cartão de crédito PJ ou não queira usar, é possível selecionar a opção crédito e utilizar o seu cartão pré-pago para prosseguir tranquilamente com as suas compras.
  • Dá pra usar em qualquer lugar: seja no varejo virtual ou físico, em um restaurante, loja de departamento, mercado, cinema ou até assinaturas online, o seu cartão pré-pago não possui restrição de uso. 

Desvantagens

  • Tarifas: mesmo que os cartões pré-pagos sejam isentos de anuidade, dependendo do banco, alguns podem vir acompanhados de tarifas de operação, como um pequeno percentual por transação, por exemplo. Priorize os cartões de crédito PJ que não possuem tarifas atreladas. 

O BizCard, cartão de crédito pré-pago da Biz, não possui nenhum tipo de tarifa ou mensalidade. Sim, é isso mesmo: você só paga o que usar. Saiba como emitir o seu no vídeo:

  • Não dá para parcelar: infelizmente, o privilégio de parcelar compras é restrito aos cartões de crédito. Os cartões pré-pagos ainda não têm essa vantagem. A tecnologia “buy now, pay later”(BNPL) deve sanar esse problema, mas até lá, os cartões pré-pagos continuarão restritos às compras à vista.
  • Limite de movimentação: normalmente, os cartões pré-pagos possuem limites de movimentação mensal, que varia de acordo com cada instituição emissora. Portanto, se você utiliza ou pretende utilizar o seu cartão pré-pago, esteja atento a isso. Com o BizCard, você não tem limite de utilização, contanto que possua na sua conta saldo no valor da compra.

Leia mais: qual a melhor maquininha de cartão para meu negócio?

Qual o melhor cartão de crédito para PJ: “comum” ou pré-pago?

Como já vimos, com o cartão pré-pago, o cliente precisa ter saldo para conseguir realizar suas compras. Já no cartão de crédito PJ essa lógica é inversa. O cliente recebe um limite a ser utilizado dentro de determinado período. Quando esse tempo chega ao fim, em geral dentro de 30 dias, uma fatura de gastos é gerada para que aquela pessoa possa pagar os valores que utilizou. 

Nesse caso, a empresa oferece o crédito confiando que o valor total será pago no dia determinado. Porém, nem sempre isso acontece, por isso as instituições de crédito cobram juros altíssimos por atrasos.

Por conta disso, o cartão pré-pago pode ser uma ótima alternativa para a gestão financeira das empresas. O cartão de crédito para CNPJ “comum” acaba gerando dívidas inesperadas, além de ter tarifas escondidas, como anuidade e mensalidade. 

Para o empreendedor, o cartão pré-pago oferece um maior controle de despesas do que o cartão de crédito PJ, pois como é preciso recarregar ou usar o saldo disponível na conta PJ para usá-lo, é possível acompanhar e controlar de perto todos os gastos feitos no cartão, o que garante transparência e evita o acúmulo de dívidas durante o mês.

Caso esteja com dificuldade para fazer esse acompanhamento, seja por falta de tempo ou por não ter um exemplo de orçamento empresarial, a gente pode ajudar você nessa! Controle as finanças do seu negócio de forma simples com essa planilha de orçamento empresarial que preparamos.

E aí, entendeu o que é um cartão pré-pago? Então, compartilhe essa informação com a sua rede de contatos e bons negócios para você 🙂

André Galhardo é economista-chefe da Análise Econômica, professor universitário nos cursos de Ciências Econômicas, Administração e Relações Internacionais, coordenador do Grupo de Pesquisa DEPEC da UNIP e Mestre em Economia Política pela PUC-SP. Possui ampla experiência em análise de conjuntura econômica nacional e internacional, e é autor do livro “O Salto do Sapo: a difícil corrida brasileira rumo ao desenvolvimento econômico”.

Já segue a Biz nas redes sociais? Por lá, contamos histórias: a nossa e a do empreendedor brasileiro, que joga junto com a gente! Acompanhe todas as novidades, lançamentos e histórias no InstagramFacebookLinkedinTwitter Youtube. Segue a Biz, vai 💛

ver tudo sobre: tecnologia