20 ago 2018

Break even: como calcular o ponto de equilíbrio do seu negócio

leitura de 5 min
Break even: como calcular o ponto de equilíbrio do seu negócio

Manter uma empresa equilibrada e com um bom planejamento são grandes desafios para os empreendedores, especialmente de pequenas empresas. Assim, entender o que é e como chegar no Break Even é uma das técnicas para o sucesso do negócio.

Antes de conseguir dar lucros, a empresa precisa suprir suas próprias necessidades para o funcionamento diário. Encontrar esse ponto de equilíbrio é vital para a gestão financeira e auxilia na hora de traçar metas e pontos de investimento.

Como esse cálculo pode não ser tão simples, fizemos este artigo com direcionamentos que podem te ajudar nesse cálculo. Que tal aprendermos aqui um pouco mais sobre esse indicador?

BREAK EVEN: O QUE É?

Conhecido também como ponto de equilíbrio, o Break Even é o momento em que o montante da receita é exatamente o necessário para cobrir as despesas da empresa, fixas ou variáveis. Neste ponto, quando o balanço do negócio é alcançado, não há nenhum tipo de lucro e nem prejuízo no fechamento.

Esse método nos mostra que é possível ter uma boa noção do valor de faturamento mínimo que a empresa precisa alcançar para, além de não ter prejuízo no seu funcionamento, conseguir começar a lucrar. A influência desse indicador vai desde a precificação dos produtos e serviços até o alinhamento de metas a serem atingidas pelo empreendimento.

Independente do mercado em que você atua, conhecer o ponto de equilíbrio da sua empresa é fundamental para uma organização financeira eficiente.

Teoricamente é uma equação bem simples, ela corresponde à conta onde se somam todos os custos e anulam-se com as despesas do negócio. Essas despesas devem ser as previsíveis e estáveis, assim como as instáveis e inesperadas.

CALCULANDO O EQUILÍBRIO DE SEU NEGÓCIO?

A partir do valor encontrado, trabalha-se para obter uma quantia de vendas que consiga ultrapassar esse valor mínimo. Vejamos logo abaixo tudo o que deve existir em sua equação a fim de que o resultado seja o mais preciso possível e você não tenha maiores surpresas:

  • CUSTOS FIXOS (F): Os gastos fixos não dependem da quantidade de venda. Temos como exemplo o aluguel ou assinatura de algum aplicativo ou software para a empresa, folha de pagamento, internet etc. 
  • CUSTOS VARIÁVEIS (V): São os custos que podem aumentar ou diminuir conforme a produção se dá no decorrer do mês. Podem dizer respeito a compra de matéria prima, gastos ocasionais por coisas imprevisíveis e afins.
  • CONTRIBUIÇÃO (C): Esse valor é aquele que sobra da diferença encontrada do valor final da venda menos a soma dos custos variáveis, esse índice é a taxa de contribuição;
  • FATURAMENTO (F): Esse é  somatório de todas as vendas e recebimentos da empresa. 

No fim ficamos com a seguinte equação. O Break Even é representado por Be, ok?

(F + V + C) – F = Be

Com o resultado que você encontrará aqui, você pode fazer o cálculo inverso, como por exemplo, não colocar o faturamento e substituir todas as outras constantes a fim de conseguir encontrar o valor do faturamento que deve ser conseguido aquele mês e por aí vai.

A fórmula é adaptável às peculiaridades de sua empresa e a formula acima pode ser incrementada, está bem?

Para facilitar esse cálculo, lembre-se de manter as finanças do seu negócio sempre muito bem organizadas. Já mostramos que um planejamento financeiro eficiente ajudará a fazer um cálculo mais preciso do que for necessário.

PORQUE O BREAK EVEN É TÃO IMPORTANTE?

Com ele você conseguirá vislumbrar muito facilmente a viabilidade do negócio no período desejado. Ele é importante para que saiba se você está ganhando ou perdendo dinheiro. Normalmente, ocorre a confusão de faturamento e lucro e é ai que esse calculo pode te ajudar.

A empresa pode estar faturando muito, mas sem movimentar capital suficiente para crescer. Portanto é necessário ter posicionamento e lucratividade favorável à situação financeira na qual se situa.

Manter a empresa não só no verde, mas também no lucro é um grande desafio. Mas uma boa gestão permite que isso aconteça com grande recorrência e até mesmo lhe surpreenda no final do mês. Saber o ponto de equilíbrio do seu empreendimento com certeza trará benefícios.

DICAS DE OURO PARA ALINHAR SUA EMPRESA

  • Tenha todas as informações sobre o funcionamento de sua empresa num Excel ou qualquer outro tipo de planilha de organização, a fim de conseguir ter acesso aos valores facilmente;
  • Elenque todos os gastos fixos e variáveis numa pasta que você possa editar e anexar novos tipos de despesas facilmente;
  • Tente deixar o ponto de equilíbrio mais alto do que ele realmente precisa ser. Deixe essa margem de erro acima para evitar fechar o mês no vermelho;

Por fim, tente sempre organizar o funcionamento de sua empresa voltado para a quitação desse valor, ou estabelecimento de uma carteira de clientes que consiga, por si só, pagar o funcionamento da empresa.

Isso, associado a um entendimento dos indicadores de sucesso do empreendimento tornam a sua gestão muito bem sucedida e lucrativa.

Esperamos que tenha gostado de nossas dicas e que tenhamos sanado suas dúvidas. Mas agora chegou a sua vez: como você faz para deixar as suas finanças organizadas? Faz uso de algum aplicativo? Conta pra gente como você realiza a gestão de seu empreendimento!

E aí, gostou das dicas deste artigo? Nós, da BizCapital, estamos aqui para ajudar empresários que desejam ver o seu negócio decolar! Para conferir outras dicas sobre o mundo do empreendedorismo, siga as nossas redes sociais: Facebook, LinkedIn e Instagram.

Conheça melhor a nossa empresa pelo site www.bizcapital.com.br e para solicitar um empréstimo sem garantias de maneira rápida e fácil, acesse: direto.bizcap.com.br 😉

ver tudo sobre: dicas de gestão