16 fev 2018

Como fazer o planejamento financeiro da sua empresa? Confira 7 dicas

leitura de 6 min
Como fazer o planejamento financeiro da sua empresa? Confira 7 dicas

O alcance de um objetivo ou o cumprimento de uma meta se tornam muito mais viáveis quando é feito, anteriormente, um bom planejamento e uma definição de estratégias.

Quando o assunto é o desempenho de uma empresa e seus resultados financeiros, a história não é diferente. Quem visa a manutenção de um negócio sustentável com possibilidades de investimentos e crescimento no futuro, precisa fazer um planejamento financeiro e se ater a ele para conquistar seus objetivos.

Ainda que a disciplina e a organização representem um desafio para o gestor, é possível estabelecer algumas medidas para garantir o sucesso do planejamento e alcançar melhores resultados.

E se você está pensando em adotar essa prática em seu negócio, listamos 7 dicas que vão te orientar na aplicação de um planejamento financeiro eficaz. Confira!

1. Faça um diagnóstico da situação atual da empresa

De acordo com o portal Administradores, o planejamento consiste em:

  • estabelecer o estado atual;
  • definir objetivos e metas;
  • realizar uma análise da situação atual;
  • analisar os influenciadores;
  • traçar um plano de ação;
  • fazer verificações e ajustes necessários;
  • continuar o ciclo.

Assim, o diagnóstico trata-se justamente de estabelecer o estado atual e o contexto em que a empresa se encontra para, então, prosseguir nas próximas etapas do planejamento. Esse diagnóstico pode ser feito a partir do estudo das rotinas, do levantamento de dados e de um comparativo histórico dos resultados.

Com isso, todas as informações a respeito de volume de vendas, produção, estoque, custos e receita, posicionamento de mercado e estratégias de marketing serão conhecidas e vão servir de base para definição dos próximos passos a serem tomados.

O principal objetivo, a partir desse diagnóstico, é identificar exemplos a serem seguidos e estabelecer os pontos que precisam ser modificados. A correção dos problemas identificados é um grande avanço para o estabelecimento de uma atividade empresarial eficiente e lucrativa.

>>> Empréstimo para empresas? Peça uma proposta sem compromisso com a BizCapital clicando aqui!

2. Elabore um cronograma financeiro

O cronograma é uma ferramenta muito importante para aqueles que estão realizando um planejamento financeiro. A partir dele são estabelecidas datas e prazos para a execução das estratégias e alcance das metas previstas. 

Depois de definido esse cronograma, é fundamental se ater aos prazos e ter disciplina na execução das atividades. Alguns instrumentos tecnológicos podem auxiliar na hora de manter o que foi previsto e aplicar os prazos corretamente.

Um exemplo é o Google Agenda, a versão digital do objeto responsável por organizar todos os compromissos ao longo dos dias. O Google Agenda permite, por meio de um aplicativo instalado no celular, a programação de todas as obrigações estabelecidas para um bom planejamento financeiro.

Ele possui, ainda, alertas definidos por quem o utiliza que avisam com antecedência quais são os compromissos agendados. Tudo isso de forma prática e em um dispositivo que está sempre à mão nos dias de hoje.

3. Defina metas e objetivos

Quem deseja seguir um planejamento precisa definir metas e objetivos claros, tanto para o gestor, quanto para quem trabalha com ele buscando realizar o que foi estabelecido.

Para que essas metas não sejam dominadas por frustrações, é preciso entender bem o contexto e as possibilidades do negócio. Daí em diante, deve-se definir objetivos que sejam desafiadores, mas factíveis. 

Um exemplo é, após detectar uma oportunidade de redução de custos, determinar uma meta gradual que permita que essa redução não cause impactos negativos. Dessa forma, a adaptação ao novo cenário será mais sólida e permanente. Caso contrário, recaídas podem gerar perdas tanto financeiras quanto de tempo.

4. Determine um fluxo de caixa

O fluxo de caixa se trata de um controle de tudo o que sai e o que entra no caixa da empresa. Dessa forma, determinar um fluxo de caixa permite maior organização e melhor administração das finanças, uma vez que facilita a visualização dos ajustes que podem ser feitos nos gastos quando o objetivo é otimizar as atividades realizadas.   

5. Realize avaliações periódicas

A avaliação constante do que foi diagnosticado e o cumprimento do que foi previsto no cronograma são práticas que devem ser revisadas constantemente.

Isso porque, ao longo do caminho, podem ser detectadas modificações ou melhorias que vão otimizar sua operação e te aproximar ainda mais do objetivo de ter uma empresa sustentável e com potencial de crescimento.

Ter uma periodicidade nessa hora é importante para que seja garantida uma estratégia que esteja sempre em dia com a realidade da empresa.

Uma alternativa interessante é definir um dia específico no cronograma para a realização dessa atividade com o intervalo de tempo que você julgar necessário entre as revisões. 

6. Negocie preços e pagamentos

Assim como na vida pessoal, a negociação de preços e pagamentos em uma empresa traz economias e oportunidades que proporcionam uma situação financeira mais confortável e saudável. Sendo assim, essa deve ser uma prioridade quando o assunto é a determinação de um planejamento financeiro eficaz. 

Para os fornecedores, por exemplo, ceder descontos ou renegociar prazos é interessante para a fidelização do cliente. A empresa pode usar isso como argumento para conseguir condições mais interessantes e que se encaixem melhor no orçamento. 

Dessa forma, esse também pode ser um critério para definir quais parceiros contribuem para o desenvolvimento do negócio e seu crescimento. Um colaborador que se preocupa em analisar as propostas recebidas e em oferecer vantagens competitivas em relação a outros concorrentes precisa ser devidamente valorizado.  

7. Planeje investimentos

Depois de colocar em prática todas as dicas anteriores, será possível organizar as contas e projetar investimentos. Seja para aumentar o volume de vendas, contratar mais funcionários ou aperfeiçoar a infraestrutura, o recurso necessário para realizar melhorias estará disponível assim que o planejamento estiver bem estabelecido e as metas alcançadas.

Ainda que para muitos gestores esse assunto seja considerado como algo extremamente complicado, é possível superar a dificuldade e obter informações que te auxiliem em uma gestão mais produtiva

Pronto para implementar um planejamento financeiro efetivo e usufruir dos bons resultados que ele vai trazer?

Agora aproveite para aprofundar seus conhecimentos em contabilidade e descobrir o que é DRE e como ela pode te ajudar na demonstração financeira.

>>> Empréstimo sem burocracia para sua empresa? Peça uma proposta sem compromisso com a BizCapital clicando aqui!

ver tudo sobre: dicas de gestão