25 fev 2022

Novas regras do Pix: saiba como podem beneficiar o seu negócio

Novas regras do Pix: saiba como podem beneficiar o seu negócio

É indiscutível, o Pix é um fenômeno nacional. O aumento do número de clientes, das transações e do volume de dinheiro demonstram isso. Apesar de todo crescimento até aqui, esse é só o começo de uma revolução digital. Com as novidades e novas regras do Pix, surgem ainda mais possibilidades para beneficiar o seu negócio usando desse meio de pagamento.

Se você quer aumentar suas vendas com as novas regras do Pix, é hora de mergulhar de cabeça nesse artigo. Vem com a gente!

Qual o status do Pix nos primeiros meses do ano?

O novíssimo meio de pagamentos digitais veio para resolver diversos problemas que a população já estava cansada de enfrentar. 

O Pix é gratuito, com poucas exceções que variam de acordo com a quantidade de operações e com o tipo de empresa que está fazendo o uso da ferramenta; é rápido, pois o dinheiro troca de titularidade em poucos segundos; funciona 24 horas por dia e sete dias por semana; permite o relacionamento entre bancos sem nenhuma distinção e, apesar do vazamento de algumas chaves (vamos falar sobre isso mais à frente), é um mecanismo bastante seguro.

Para aproveitar todos esses benefícios e as novas regras do Pix, basta ter conta em algum banco que ofereça o serviço. A BizConta, conta PJ digital da BizCapital, oferece Pix sem custos para empresas, além de diversas outras vantagens, como mensalidade grátis e acesso sob análise de cada cliente ao MaisBiz, crédito pré-aprovado para quitar boletos da sua empresa.

Para baixar grátis a BizConta, basta clicar aqui:

A prova de que o Pix é um sucesso está nos números. Em dezembro de 2020, primeiro mês completo da ferramenta, foram movimentados cerca de R$121,3 milhões. Já em dezembro de 2021, mês com o maior valor transacionado, os brasileiros movimentaram cerca de R$716,4 milhões.

A quantidade de transações com o Pix também impressiona. Em janeiro de 2021, por exemplo, foram feitas cerca de um milhão e trezentas mil operações. O recorde de transações até aqui foi no mês de dezembro de 2020, com cerca de um milhão e quinhentas mil operações.

Outro dado que mostra a força do Pix é o número de pessoas que afirmaram já ter usado a ferramenta. Em dezembro de 2021 quase 97 milhões de pessoas disseram já ter feito algum pagamento via Pix. O total de usuários nesse  mesmo mês foi de 110 milhões de pessoas físicas e pouco mais de 8,5 milhões de pessoas jurídicas (PJ).

Leia mais: conheça as vantagens do Pix para empresas.

Mas e o vazamento de dados? 

Desde que o Pix começou a funcionar, em novembro de 2020, ocorreram três episódios em que as chaves de clientes foram expostas. Ataques hackers trouxeram a público algumas informações usadas nas transações digitais que estão diretamente ligadas ao novo método de transferências de recursos financeiros.

Em agosto do ano passado, cerca de 44 mil chaves – números aleatórios, endereços de e-mail, números de CPF, CNPJ, e telefones que servem como registro das contas – vieram a público. Em dezembro de 2021, mais 160mil chaves foram expostas. E no final de janeiro de 2022, cerca de 2 mil chaves vieram a público.

E importante ressaltar que, além dos dados vazados não serem sensíveis e não terem causado prejuízos financeiros aos usuários afetados, o presidente do Banco Central disse que a instituição está preparada para impor medidas enérgicas contra novos vazamentos.

Ou seja: não precisa se preocupar. O Pix é um meio de pagamento totalmente seguro, que pode continuar a ser usado sem problemas. 

Leia mais: saiba como a LGPD afeta sua empresa.

Novas regras do Pix em 2022 

Depois de lançar, no final de 2021, os chamados Pix saque e Pix troco, a autoridade monetária brasileira agora preocupa-se com o calendário de divulgação de outras modalidades, que prometem facilitar ainda mais a vida de consumidores e empreendedores.

Leia mais: saiba tudo sobre Pix saque e Pix troco.

1) Pagamentos offline

Dentre essas novidades, temos o sistema de pagamentos offline. Neste caso, basta que apenas um dos envolvidos na operação tenha internet. Ou seja, será possível realizar transações instantâneas mesmo sem ter internet no celular, contanto que a outra parte tenha.

2) Pix débito automático

Além dos pagamentos “sem internet”, o Banco Central também estuda a implantação do Pix débito automático, que permitirá cadastrar fornecedores para pagamento automático com Pix.

3) Pix garantido

Outra grande novidade, que já está em fase experimental, é o chamado Pix garantido. Com ele, os usuários podem usar o Pix para fazer compras parceladas. Esse recurso deve chegar ao público no segundo semestre de 2022.

4) Pix aproximação

Já o Pix aproximação, como o próprio nome diz, permitirá ao consumidor pagar as suas compras apenas aproximando o celular da maquininha de cartão ou terminal de pagamento. A expectativa é que este sistema esteja à disposição dos clientes em 2022.

5) Pix internacional

Por último, mas não menos importante e ainda sem data definida para acontecer, tem o Pix internacional que promete facilidade e agilidade em transações internacionais.

Como aproveitar o pagamento com Pix em seu negócio? 

O Pix trouxe diversas facilidades para empresas que o utilizam como meio de pagamento. Oferecer pagamento via Pix é prático, barato e seguro. Veja só:

Facilidade no pagamento

O Pix facilita o pagamento, dá agilidade à sua operação e permite que até aquele cliente que nunca anda com dinheiro ou esqueceu a carteira em casa possa consumir seus produtos ou serviços;

Melhor controle do fluxo de caixa com as novas regras do Pix

Com o Pix cobrança, também chamado de Pix boleto, você não precisa esperar por dias ou horas até a compensação do pagamento. O dinheiro cai mais rápido na conta da sua empresa e você pode agilizar as entregas aos seus clientes. Além disso, seu negócio também ganha em termos de planejamento financeiro. Por ser um pagamento instantâneo, torna mais facilitada a gestão do fluxo de caixa.

Falando nisso, para ajudar na organização financeira da sua empresa, criamos uma planilha exclusiva para você controlar as finanças do seu negócio de forma simples.

Baixe grátis aqui 👇

Redução de custos

Economia de dinheiro. Normalmente, os bancos cobram taxas de empresas que usam o Pix para fazer transações. No caso da BizConta, conta PJ digital da Biz, você pode usar o Pix à vontade, com zero custos para o seu negócio. 

Saiba como baixar a BizConta de forma fácil e rápida:

Mais segurança nas transações 

O Pix traz segurança. A rapidez com que se finaliza uma operação permite que você e sua empresa fujam de antigos golpes feitos por outros meios de pagamentos.

Possibilidade de oferecer desconto

Com taxas reduzidas e agilidade no recebimento do valor pago pela compra, é possível cobrir o desconto que pode ser oferecido a quem escolher pagamento com Pix. Isso não apenas torna seus preços mais atrativos, como também é uma maneira de incentivar o uso do Pix para e-commerce e, consequentemente, contar com todas as vantagens do meio de pagamento instantâneo na comparação com as demais modalidades.

Leia mais: conheça as principais formas de pagamento online

E aí, percebeu como as novas regras do Pix beneficiam sua empresa? Então, compartilhe essa informação com sua rede de contatos e bons negócios para você 😉

André Galhardo é economista-chefe da Análise Econômica Consultoria, professor universitário nos cursos de Ciências Econômicas, Administração e Relações Internacionais, coordenador do Grupo de Pesquisa DEPEC da UNIP e Mestre em Economia Política pela PUC-SP. Possui ampla experiência em análise de conjuntura econômica nacional e internacional, e é autor do livro “O Salto do Sapo: a difícil corrida brasileira rumo ao desenvolvimento econômico”.

Já segue a Biz nas redes sociais? Por lá, divulgamos pílulas de conhecimento e contamos histórias: a nossa e a do empreendedor brasileiro, que joga junto com a gente! Acompanhe todas as novidades e lançamentos no InstagramFacebookLinkedinTwitter e Youtube. Segue a Biz, vai!

ver tudo sobre: tecnologia