03 fev 2021

Como funciona o Pix para empresas e quais são suas vantagens

Veja como o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central pode ser fundamental para o seu negócio!
Como funciona o Pix para empresas e quais são suas vantagens

Realizar transferências bancárias e pagamentos em qualquer hora e dia do ano, além de ver o dinheiro entrar na conta instantaneamente – mesmo em feriados, fins de semana – parecia um sonho beeem distante, né?. Só que o sonho virou realidade com a chegada do Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, disponibilizado para a população brasileira em novembro de 2020.

A partir daí, muitas notícias sobre o inovador sistema de pagamento passaram a circular. Mas, se você tem um negócio, provavelmente deve estar se perguntando como funciona o Pix para empresas. 

Para ajudar o seu negócio a estar cada vez mais organizado e com a gestão em dia, preparamos essa matéria especial, que tira todas as suas dúvidas sobre o Pix para empresas. Afinal, como ele funciona e quais são as maiores vantagens para  seu empreendimento?

O que é Pix

O Pix nada mais é do que um sistema de pagamento e transferência de dinheiro que funciona 24h por dia, 7 dias por semana – incluindo feriados e fins de semana. E o melhor: as transações são realizadas em tempo real e o dinheiro transferido cai em poucos segundos na conta do beneficiário. Bom demais, né?

Considerado uma das grandes transformações tecnológicas do sistema financeiro em 2020, o Pix foi criado pelo Banco Central como uma opção mais rápida e barata para realizar transações bancárias, principalmente quando comparado com as TEDs e DOCs.

Como funciona o Pix

Os pagamentos instantâneos e transações por meio do Pix podem ser realizados por empresas ou pessoas físicas. Vale ressaltar, ainda, que todas as transferências do Pix ocorrem diretamente da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor do valor, sem a necessidade de intermediários. 

A velocidade do sistema de pagamento fica por conta de uma simplificação das informações necessárias para a confirmar a transação. Atualmente, uma transferência eletrônica demanda que o usuário passe várias informações de quem vai receber o valor, como agência, conta, razão social e CNPJ – em caso de conta PJ.

Leia mais: 7 motivos para sua empresa ter uma conta PJ digital

Agora que você já sabe o que significa Pix, chegou o momento de entender como ele funciona. Vamos lá?

Como usar o Pix 

Para usar o sistema de pagamento, é necessário que tanto o pagador quanto o recebedor tenham uma conta em banco, fintech ou instituição de pagamento. Ah, também é preciso ter um aparelho celular em mãos ou computador para acessar o aplicativo ou internet banking do seu banco.

As transações via Pix podem ser feitas de três maneiras:

#1: Chave Pix

O Banco Central define a chave Pix como o “apelido” utilizado para identificar a sua conta bancária. Os quatro tipos de chaves que podem ser adicionadas à sua conta são: CPF ou CNPJ, número de celular, e-mail ou a chave aleatória (que é um código alfanumérico gerado automaticamente pelo próprio sistema).

O registro da chave Pix não é obrigatório, mas ela é capaz de agilizar o processo das suas transações bancárias. Na prática, a chave substitui a necessidade de informar todos aqueles dados solicitados para realizar uma TED ou DOC, como nome do banco, agência, conta, nome completo ou razão social e CPF ou CNPJ.

Pessoas jurídicas podem registrar até vinte chaves Pix por conta bancária, enquanto pessoas físicas podem adicionar até cinco. Vale lembrar que não é possível utilizar a mesma chave em contas diferentes. Então, se você já tiver usado seu e-mail em um cadastro, por exemplo, não poderá utilizá-lo novamente.

#2: QR code

O QR code também é uma maneira de substituir as informações “tradicionais” solicitadas em uma transferência bancária. Ele é gerado e compartilhado diretamente no aplicativo da sua instituição financeira e pode ser de dois tipos: dinâmico e estático.

O QR code estático pode ser usado em mais de uma transação, sendo possível cobrar o mesmo valor de várias pessoas ou empresas. Já o QR code dinâmico é exclusivo para cada operação, permitindo, também, adicionar dados extras, como a identificação do recebedor.

#3: Dados bancários

Você também pode usar o Pix informando os dados de quem receberá a transferência, assim como se faz uma TED ou DOC, como nome completo, agência e conta.

Para começar a usar o novo sistema de pagamento, basta logar no aplicativo da sua instituição financeira, acessar a área do Pix e escolher de qual maneira deseja realizar a transferência: chave pix, QR code ou informando os dados bancários do beneficiário. Ele pode ser usado para pagamento de compras físicas e virtuais, quitação de impostos e transferências para terceiros.

O Pix tem custo? 

O Pix é gratuito para pessoas físicas, seguindo a determinação do Banco Central. Já para as empresas, fica a critério de cada instituição financeira determinar a tarifa das transferências. Na BizConta, conta PJ 100% digital da BizCapital, por exemplo, todas as transações via Pix e TED são gratuitas. Além disso, não existe tarifa de mensalidade e o processo de abertura da conta – que também é gratuito – é feito online e em poucos minutos. Para saber mais sobre a BizConta, é só acessar aqui

Vantagens do Pix para empresas

Esperar para receber o dinheiro só no próximo dia útil ou pagar taxas altas para a utilização de um meio de pagamento, como os boletos, são dores muito comuns das empresas na hora de realizar transações financeiras. E o Pix promete resolver esse problema. Os PJs terão mais uma opção para receber pagamentos além do dinheiro físico, boleto, maquininhas de cartão de débito ou crédito e transferências bancárias como DOC ou TED. A ideia do Pix é que uma transferência seja tão rápida, fácil e barata quanto pagar com dinheiro vivo.

Veja também: o que é CNPJ?

O sistema de pagamento também conta com o quesito segurança, já que o empreendedor não precisará levar dinheiro em espécie até o banco para fazer seu depósito. 

Resumindo, as principais vantagens do Pix para empresas são:

  • Os pagamentos instantâneos são realizados diretos entre o pagador e recebedor – sem a presença de intermediários que podem tornar as transações mais caras e demoradas.
  • O dinheiro entra na conta bancária PJ na mesma hora.
  • É possível utilizar o sistema 24 horas por dia e em todos os dias do ano.
  • Os custos das transações são mais baixos do que de outros meios de pagamento. Algumas instituições, inclusive, chegam a zerar o custo do Pix.
  • As empresas podem usar o Pix para pagar fornecedores, salários de funcionários e tributos.

Sem dúvidas, poder pagar muito menos por uma transação financeira e ter a possibilidade de ter o dinheiro na conta PJ sem burocracia são vantagens que vão impactar positivamente as empresas no Brasil. 

Leia mais: como se preparar para as tendências de mercado em 2021

Curtiu a leitura? Então, compartilhe essa informação e ajude sua rede de contatos a saber para que serve o Pix e como ele vai ajudar a revolucionar a sua vida e o seu negócio.


ver tudo sobre: dicas de gestão