30 out 2019

Como preparar seu negócio para o fim de ano!

Como preparar seu negócio para o fim de ano!

Quando o assunto é comércio, o fim de ano é A época esperada para fazer bons negócios. E não há como criar essa expectativa sem se preparar para esse momento.

Empresas de quase todos os setores fazem campanhas especiais, esperando colher bons frutos. Então, preparar o negócio para o fim de ano é fundamental para os empresários que contam com esse período para fechar as contas com bons resultados.

No Brasil, trabalhadores regulares têm direito ao recebimento do 13º salário e alguns ainda recebem outros benefícios. A injeção de valores promovida por estas medidas acaba aquecendo a economia e elevando o consumo. Além do mais, há uma série de festas e eventos de fim de ano que acabam estimulando as compras.

Aliás, o 13° salário também acaba fazendo parte dessa preparação para o fim do ano dos empresários, não só porque é um momento de consumo, mas porque as empresas precisam dispor desse valor para o pagamento das duas parcelas dos funcionários. Esse montante acaba sendo um desafio para as empresas e muitas vezes uma dor de cabeça.

Os principais desafios das empresas no fim de ano

A temporada de compras de fim de ano tradicionalmente começava na 2ª semana de Dezembro. Mas após o boom da Black Friday e adesão em massa do varejo para essa época, a temporada agora é oficialmente inaugurada no fim de Novembro. A antecipação das compras acaba adiantando também os desafios enfrentados pelas empresas nesta época do ano.

Compra de Estoque

A principal questão é a compra do estoque, quem quer vender precisa ter produto disponível! Essas empresas precisam de estoque para a Black Friday e para o Natal. São dois momentos super importantes para o varejo.

Para isso acontecer de maneira organizada, a gestão do estoque é essencial para não ter um excesso de estoque e desperdício de capital.

Leia aqui sobre como lucrar mais na Black Friday

Outro problema que as empresas têm é a questão dos preços e prazos para pagamento. Com o aumento da demanda dos varejistas, fabricantes e distribuidores tendem a aumentar seus preços, reduzindo as margens do lojista. A empresa deve ter algum caixa para girar no curto prazo, caso contrário, acabará gastando muito com despesas financeiras.

Ações que devem ser tomadas para melhorar os resultados no fim de ano

Uma vez que a estratégia de vendas está definida, é hora de colocar as ações em prática.

Mas como fazer isso?

2 passos para um planejamento de fim de ano de sucesso:

  • Negociação das compras

Empresários que antecipam suas compras, geralmente conseguem as melhores condições com fornecedores. E ter a melhor estratégia para esse momento é bem importante. Quando você tem dinheiro no bolso, consegue muitas vezes bons descontos nas compras de produtos ou insumos.

Se o planejamento for bem feito, o empresário poderá comprar de uma só vez o estoque para a Black Friday e para o Natal. Obviamente, esta decisão deve ser feita sob planejamento e após muitos cálculos.

A negociação de prazos, preços e descontos é a parte fundamental da formação do lucro. Não há problema em formar um estoque maior, se o prazo para pagamento também for estendido. O problema é quando a empresa compra muitas mercadorias, sem descontos e com prazos curtos.

Embora o prazo seja muito importante na formação do lucro, nada se compara ao poder de desconto que um pagamento à vista pode oferecer. Por isso, se capitalizar para esse momento, empodera o empreendedor. Quanto ao prazo, caso ele seja negociado, pode ser o longo possível, permitindo que as contas sejam pagas com os recebíveis de fim de ano.

  • Financiar a compra de estoque

Após definir o que e quanto será comprado, é hora de definir a forma de financiamento da estratégia. Algumas empresas conseguem manter reservas em caixa para cobrir suas compras, mas isso não é muito comum. E pode afetar diretamente o fluxo de caixa. Descapitalizar o negócio pode ser um tiro no pé.

Para esses momentos, muitas empresas costumam recorrer às soluções de crédito com fornecedores ou instituições financeiras.

A melhor decisão deverá levar em conta as taxas de juros, os descontos oferecidos e a gestão do caixa. Há casos em que o uso de um empréstimo para empresas acaba sendo melhor do que usar o próprio capital.

Alavancando os resultados de fim de ano através de um financiamento

Em finanças, a contração de dívidas por uma empresa recebe o nome de “alavancagem”. Por isso, quando uma empresa faz uso de capital de terceiros é comum dizer que ela está alavancada. O termo é usado justamente porque o capital de terceiros pode elevar muito a lucratividade do negócio. No mundo “palpável”, uma alavanca permite que grandes pesos sejam movidos, com um esforço muito menor.

Vamos usar o exemplo de uma empresa que detém R$ 50.000,00 para girar suas mercadorias todos os meses. Embora haja crescimento nas vendas no fim de ano, o total disponível para montar estoques ainda é o mesmo, impossibilitando o crescimento substancial dos lucros. Caso essa empresa use um crédito empresarial, poderá alavancar seus resultados. Vamos ver como ficarão suas contas:

Leia aqui sobre como se preparar para expandir seu negócio

Um aumento de apenas R$500,00 nas despesas financeiras da empresa foi capaz de alavancar seu resultado em 37,14%. Este é o efeito do crédito nas empresas, se for bem utilizado, pode fazê-la crescer muito mais rapidamente.

Fintechs como a BizCapital possuem soluções específicas para este tipo de negócio. É rápido e simples pegar um empréstimo online para arcar com capital de giro, compra de estoque, pagamento do 13º salário dos funcionários (como vimos acima), reformas e muitos outros motivos. Do pedido do empréstimo ao dinheiro na conta leva só um dia.

Como negociar com fornecedores de maneira mais eficiente

Além da possibilidade de alavancagem do negócio, o financiamento permite a busca por preço mais baixo, como acontece na negociação por descontos. Se a empresa tomar crédito, o valor estará disponível rapidamente para que o empreendedor faça compras à vista.

Conclusão

A preparação do negócio para a temporada de fim de ano deve ser feita de maneira criteriosa e bem planejada. Afinal de contas, esta é a época de ouro do comércio. O planejamento do estoque é essencial, e junto com ele, a preparação do melhor método de financiamento para o sucesso da empresa nas datas festivas.

E aí, gostou deste artigo? Nós, da BizCapital, estamos aqui para ajudar empresários que desejam ver o seu negócio decolar! Fique de olho em nosso blog e confira outras dicas sobre o mundo do empreendedorismo.

Conheça melhor a nossa empresa pelo site bizcapital.com.br e para solicitar um empréstimo sem garantias de maneira rápida e fácil, acesse: aqui 🙂

ver tudo sobre: dicas de gestão