Você sabe como consolidar ou unificar uma dívida?

postado em: Crédito | 0

Boa parte dos empreendedores têm dificuldade de fazer uma gestão financeira eficiente. A consequência disso é a necessidade de obter empréstimos pela falta de capital de giro. Nessa situação, o que você faz? Uma solução é saber consolidar uma dívida.

A ideia é reunir todas as suas dívidas em apenas uma conta. Essa é uma atitude para facilitar o pagamento dos créditos obtidos, o que diminui as suas preocupações financeiras.

Entre as vantagens dessa modalidade estão o pagamento de apenas uma prestação por mês, a junção de todos os créditos em um só e — o melhor de tudo — a redução das taxas de juros.

Quer aproveitar esses benefícios? Então, continue a leitura para entender melhor sobre a consolidação de dívidas.

Como consolidar uma dívida?

Essa prática também é chamada de reunificação ou unificação de dívidas e é uma estratégia que ajuda a evitar situações de insolvência financeira e falência.

O processo é bastante simples: você contrata um empréstimo a fim de quitar outros créditos ou financiamento. Ao fazer esse agrupamento, consegue emprestar o dinheiro de uma instituição que cobre uma taxa de juros menor.

É claro que para conseguir esse empréstimo você precisa cumprir algumas exigências da entidade financeira. Por exemplo, pode ser solicitado que você seja dono de um imóvel, ainda que sob hipoteca.

Essa é uma boa solução de longo prazo que faz com que você tenha menos dívidas e pague um valor mensal mais baixo. Mas é preciso seguir algumas dicas para ser mais eficaz:

Tenha uma boa reputação

A consolidação da dívida requer a obtenção de um novo crédito, como indicamos. Se a sua empresa tiver uma reputação de boa pagadora, ela está mais adequada para a contratação desse financiamento.

Aproveite e tire cópias dos gastos mensais da sua empresa para apresentar à instituição financeira e comprovar o quanto pode pagar por mês. Você também deve fazer um orçamento para descobrir o montante mensal disponível.

Procure opções para baixar mais a taxa de juros

Você pode baixar ainda mais a taxa de juros se conseguir fazer uma dívida garantida. Nesse caso, você oferece algo como garantia de pagamento. A vantagem é poder fazer deduções fiscais e conseguir uma parcela mais baixa.

Porém, você deve ter certeza de que as receitas da sua empresa serão capazes de honrar esse compromisso. Se ainda não estiver bom para você, é melhor procurar outra instituição que ofereça uma condição de pagamento mais facilitada.

Conheça todas as taxas embutidas na parcela

Você deve conhecer todas as taxas que serão cobradas na parcela que vai pagar nesse novo crédito. Isso é importante, mesmo que o valor mensal seja mais baixo.

Ao conhecer todas as taxas, você pode descobrir, por exemplo, que paga uma taxa de juros reduzida, mas encargos associados muito altos. Ou seja, você ganha por um lado e perde por outro.

O ideal é comparar com as suas dúvidas atuais e pagar juros e encargos mais baixos. Assim, você realmente economizará.

Pague o novo empréstimo em dia

Essa atitude é fundamental para manter a reputação do seu negócio como bom pagador e garantir que futuramente você possa unificar suas dívidas e obter mais reduções.

Para evitar imprevistos, tome decisões mais conscientes no seu negócio e evite fazer investimentos impulsivos. O melhor é manter as contas sob controle e gerenciar bem o fluxo de caixa, anotando todas as receitas e despesas.

Faça projeções e assegure que as contas e o empréstimo serão pagos. Essa é a melhor maneira de ser eficiente na sua gestão financeira e evitar a inadimplência.

 

Agora, se você precisar de crédito para sua empresa e estiver sem tempo para a burocracia dos bancos, conte com a BizCapital.

Peça uma proposta sem compromisso: bizcapital.com.br/direto

Visite nosso site: www.bizcapital.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *