02 Maio 2017

Dívidas em múltiplos bancos: confira como sair dessa bola de neve

leitura de 6 min
Dívidas em múltiplos bancos: confira como sair dessa bola de neve

As dificuldades de gestão financeira não são exclusividade de nenhum mercado ou tipo negócio. Todas as empresas estão sujeitas a passar por algum momento de estresse quando o assunto é crédito.

Se você está enfrentando uma dessas tempestades e tem dívidas em múltiplos bancos, é hora de organizar a casa e começar a resolver a situação.

Sobre este assunto, há algumas coisas que é importante você saber. Confira!

Por que evitar ter dívidas em múltiplos bancos?

Ter dívidas não é algo, necessariamente, ruim. Se a sua empresa está em um movimento de crescimento e precisa de mais capital de giro para desbravar um novo mercado ou desenvolver um novo produto, pode ser que recorrer ao crédito seja algo necessário.

Isso, desde que a situação esteja controlada e que todo o negócio não corra riscos em sua sobrevivência.

Um dos motivos que levam empresários a contratarem empréstimos em várias instituições financeiras é ter linhas de crédito limitadas, o que leva à busca sempre de outras opções para complementar o saldo.

O grande problema é que ter vários débitos descentralizados causa uma grande confusão na hora de administrá-los.

São muitos contratos a serem acompanhados, taxas e negociações diferentes, o que vai tornando tudo mais difícil de ser conferido. No final das contas, quase sempre acaba saindo mais caro.

Como resolver o problema?

O ideal é ter a contratação de linhas de crédito no menor número de bancos possível. Assim, o controle fica mais fácil e há possibilidades de você ir conferindo se tudo está andando bem e dentro do contrato.

Para conseguir isso, há duas possibilidades. A primeira é realmente quitar algumas dessas dívidas, o que nem sempre é fácil. A outra opção é concentrar tudo em um só lugar.

Devendo somente a um único credor, você terá melhores condições de conferir se suas taxas estão sendo cobradas da maneira correta e mais facilidade na hora de fazer a sua programação financeira para que possa quitar o empréstimo sem muita confusão.

Ao buscar centralizar sua dívida, a primeira coisa a fazer é levantar todos os seus compromissos assumidos e identificar em qual instituição fica mais barato quitar suas obrigações.

Definido o local mais vantajoso para este financiamento, comece a ir concentrando todo o seu débito nesta instituição.

Com juros mais baixos e taxas que não te apertam tanto como as outras que têm espalhadas, pegue esse dinheiro “mais barato” para encerrar seus outros contratos, que são mais onerosos.

Dessa forma, você diminui o ritmo de crescimento da “bola de neve”, o que já é uma boa notícia.

Além disso, com uma velocidade menor de acúmulo de juros, você vai conseguir focar mais na empresa e encontrar soluções que possam ajudar a ir diminuindo estas obrigações.

Como priorizar o pagamento de dívidas?

Para conseguir eliminar alguns compromissos, concentrar suas dívidas e ter uma redução de custos com encargos e taxas, você vai precisar priorizar alguns pagamentos.

Fazendo isso de maneira adequada, ajudará o seu negócio a ter mais condições de acumular dinheiro em caixa. Também voltará a ter mais tranquilidade ao olhar para suas contas a pagar e a receber.

Para esta priorização, você precisa fazer uma análise das suas dívidas de duas formas diferentes.

A primeira delas é entender quais são mais caras. Aquelas que cobram juros mais altos e que fazem a bola de neve crescer com mais velocidade.

Normalmente, estas estão relacionadas a opções como empréstimo fácil, empréstimo rápido, operações de crédito pré-aprovado e outros similares que não damos muita atenção no início.

Linhas de crédito da sua conta-corrente e também do cartão de crédito possivelmente estarão neste grupo. Geralmente, são muito fáceis de serem conseguidas e extremamente caras.

Depois de conferir todas as suas dívidas e encontrar as mais caras, é hora de ordená-las por impacto. Algumas delas podem ter valor baixo e juros pequenos, mas que atrapalham muito o seu negócio. Assim, você deve focar em tudo que oferece um grande risco à sua operação.

Algumas taxas junto à prefeitura, por exemplo, podem não ter valores altos, mas acabam implicando na suspensão das suas atividades. Contas de luz, água, internet e similares também podem te atrapalhar bastante.

Depois que tiver feito a conferência de todas elas e identificado quais são as mais críticas, é hora de começar a resolver.

Pague o que puder e tente renegociar o que conseguir. Tomando a iniciativa junto aos seus credores, conseguirá mostrar que se importa com a situação e quer chegar a um acordo. Vai ser muito mais fácil ter boas negociações estando disposto a discuti-las do que se esquivando de cobranças.

Na hora de negociar, seja realista e explique quais são as condições que você tem para a quitação dos valores em aberto. Não faça acordos que não conseguirá cumprir, pois os problemas podem piorar, principalmente se o seu credor perder a confiança em você.

Depois de reorganizadas as dívidas, trate de enxugar todas as despesas desnecessárias no momento e tente garantir o máximo do cumprimento do seu novo acordo. Caso precise renegociar, faça antes que seja muito tarde e tenha de enfrentar consequências piores.

Além disso, se vislumbrar alguma possibilidade de adiantar uma parcela ou pelo menos parte de uma, converse com o seu credor. Ele verá que você está empenhado em cumprir o acordo e é bem possível que você consiga algum desconto pela antecipação do compromisso.

Se, por outro lado, não conseguir um desconto que valha a pena essa antecipação, mantenha o dinheiro girando dentro do seu negócio para conseguir aumentar o seu fôlego.

Lembre-se que esta situação de dívidas é delicada. Trate bem o seu negócio e seus credores para não deixar que tudo fuja ao seu controle. Com atenção e um trabalho bem direcionado, é possível rever a situação ao seu favor novamente.

Se você gostou destas dicas de como resolver problemas de dívidas em múltiplos bancos e tem interesse em acessar outros conteúdos relacionados à gestão de empresas, assine nossa newsletter. Sempre temos matérias interessantes, atuais e bem úteis para a administração do seu negócio!

 

Agora, se você precisar de crédito para sua empresa e estiver sem tempo para a burocracia dos bancos, conte com a BizCapital.

Peça uma proposta sem compromisso: bizcapital.com.br/direto

Visite nosso site: www.bizcapital.com.br

ver tudo sobre: dicas de gestão