Como e Quando pegar empréstimo para aumentar receita da sua empresa?

postado em: Crédito | 0

Muitos empreendedores se sentem um pouco perdidos na hora de gerir ou expandir um negócio. Como e onde conseguir capital suficiente? Será que realmente é o momento de tentar aumentar a receita?

Pequenas e médias empresas possuem mais facilidade na hora de contratar crédito, mas isso não significa que um planejamento não deve ser feito. Mesmo com a intenção de aumentar receita, é necessário ter em mente que o valor emprestado deverá ser pago posteriormente.

Quando pegar empréstimo?

Modernizar a empresa

Novos equipamentos ou uma imagem nova no mercado pode contribuir com a receita da sua empresa. Um empréstimo se torna útil nesse caso, já que ações como essas tendem a trazer bons resultados.

Expandir o negócio

Algumas empresas ficam tão grandes que mudar de endereço em busca de um local maior ou até mesmo abrir outras unidades, se torna a principal escolha. O empréstimo pode atuar como um complemento na compra dos novos imóveis.

Quitar dívidas

Muitas vezes, pode não ser saudável para a empresa tirar quantias para pagar dívidas. Se o CET (Custo Efetivo Total), a taxa que considera todos os encargos e despesas da operação de crédito – incluindo a taxa de juros -, estiver mais barato, vale a pena contrair crédito para quitar as dívidas e contribuir com a receita do negócio.

Como pegar empréstimo?

Ter um objetivo claro sobre a finalidade do empréstimo é o primeiro passo. No caso de aumentar a receita, é preciso atenção em alguns pontos:

  1. Comparar as instituições financeiras. Analise as linhas de crédito, prazos, número de parcelas, taxas e limites. Tenha conhecimento dos fatores de restrição como valor mínimo de capital próprio, situação legal da empresa, etc. Construa um plano de negócios bem estruturado. Toda e qualquer instituição apenas cederá o crédito se a empresa for capaz de arcar com as dívidas e saber exatamente onde aplicar o dinheiro. Encaminhe os documentos necessários e solicite o empréstimo. A resposta de liberação ou restrição do crédito não demora mais do que alguns dias úteis.

Opção atrativa: empréstimo online

Diferente das instituições tradicionais, o empréstimo online oferece taxas mais baixas; não é preciso se deslocar; ao fazer a simulação no site da credora, todas as informações como valor da parcela, juros e CET são oferecidos na tela do seu computador ou celular; além de não haver nem metade da burocracia presente nos outros bancos.

Mesmo com tantas vantagens, é imprescindível conhecer a credora, procurando por sua credibilidade tanto na internet quanto em instituições reguladoras, como o Banco Central do Brasil. Muitos estelionatários aplicam golpes através de instituições de renome ou criam uma falsa instituição.

Vantagens e desvantagens do empréstimo

As despesas com juros são dedutíveis do Imposto de Renda e se o negócio da empresa for positivo, esta só pagará o valor contratado como juros.

Porém, ao contratar um empréstimo para pessoa jurídica, será necessário ter dinheiro para pagá-lo depois. Caso isso não aconteça, um ciclo vicioso de dívidas pode levar a empresa à falência.

Texto escrito por Beatriz Contelli, da equipe de redação do Juros Baixos, fintech parceira da BizCapital que tem o objetivo facilitar e guiar decisões financeiras inteligentes e conscientes.Hello there!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *