20 jun 2018

Descubra 6 erros mais comuns na gestão financeira

leitura de 6 min
Descubra 6 erros mais comuns na gestão financeira

O Brasil é um dos países mais empreendedores do mundo, mas são poucas empresas que sobrevivem ao segundo ano de vida. O principal vilão são os erros na gestão financeira. 

É comum encontrarmos pessoas extremamente capacitadas em sua área de atuação, com ideias inovadoras e cheias de vontade de crescer e impactar a sociedade. Contudo, a falta de conhecimento e prática com as finanças da empresa é crucial e faz com que o empreendimento fracasse. 

A gestão financeira é de extrema importância para qualquer tipo de negócio, independentemente do seu ramo de atuação. Ela é responsável por permitir que o empresário possa controlar o fluxo de caixa, garantir o pagamento das despesas, identificar gastos supérfluos, reduzir custos e, até mesmo, realizar novos investimentos. 

Em outras palavras, o empreendedor saberá exatamente o que deve ser feito com o dinheiro que está na conta da empresa. Ficou interessado? Então, continue a leitura deste artigo e descubra 6 erros mais comuns na gestão financeira. Não perca essa oportunidade. 

>> Empréstimo sem burocracia para sua empresa? Peça uma proposta sem compromisso com a BizCapital clicando aqui!

Os 6 erros mais comuns na gestão financeira:

 

1. Não controlar o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma forma de controlar toda a movimentação financeira realizada em um espaço de tempo predefinido. É preciso considerar todas as entradas e saídas de dinheiro, sem nenhuma exceção (até mesmo aqueles gastos “insignificantes” devem ser anotados). 

Pode-se dizer que não controlar o fluxo de caixa é um dos principais erros na gestão financeira. Não saber a quantidade de dinheiro que entra e que sai da sua empresa é um indicativo que a situação não está muito favorável.

É válido informar que um fluxo de caixa bem estruturado representa muito mais do que pagar contas em dia e manter a empresa longe do vermelho. Ele pode ajudar o empreendedor a se programar para o futuro, planejando investimentos e provendo maneiras de garantir a sobrevivência do seu negócio. Pense nisso!

2. Misturar as contas pessoais e empresariais

Misturar as contas pessoais e empresariais é outro dos erros na gestão financeira que pode prejudicar sua empresa. Infelizmente, é comum encontrar empresários pagando as contas de sua residência com os recursos da empresa ou realizando compras para empresa em seu cartão de crédito pessoal. 

Aparentemente, esse tipo de situação não parece ser um grande problema, mas é. Não separar as contas faz com que o gestor perca controle do montante que é de responsabilidade da empresa e do montante que é de responsabilidade pessoal. Além disso, planejar o futuro da empresa torna-se impossível. 

A melhor maneira de evitar esse tipo de problema é definir um valor como pró-labore, funcionando como salário e, obviamente, incluindo-o no fluxo de caixa. Assim, todo mês você receberá uma mesma quantia de dinheiro, que deverá ser utilizada para sanar suas contas.

3. Não planejar

Como destacado nos tópicos anteriores, o planejamento financeiro e a programação para o futuro da empresa é fundamental para a sobrevivência de qualquer tipo de negócio. 

Podemos afirmar, inclusive, que o planejamento financeiro é o que fará com que sua empresa prospere e alcance os objetivos determinados. Assim, é preciso identificar aonde você quer chegar e o que é preciso fazer para atingir esse patamar. 

Defina um orçamento para cada setor da empresa. Realize projeções semestrais ou anuais, ajustando-as sempre que for necessário. Lembre-se: “se você não sabe para onde deseja ir, qualquer caminho serve”.

4. Não controlar o estoque

O estoque da empresa deve ser visto como um grande investimento que já foi realizado e que precisa gerar lucros. Assim, controlá-lo é fundamental. Imagine, por exemplo, que você tenha dois tipos de produtos: um que agrada o público e tem altas vendas e outro que não é tão comprado assim.

Partindo desse princípio, o seu estoque deve ter uma quantidade maior do primeiro produto do que do segundo. Caso você sempre compre quantidades iguais, é certo afirmar que você terá uma grande quantidade de capital parado em seu estoque, gerando custos desnecessários (como o armazenamento) e demorando tempo demasiado para se transformar em lucro. 

Em outras palavras, você poderia ter investido menos nesse tipo de produto e mais no outro, vendendo mais e aumentando o seu percentual de lucratividade. Além disso, um bom controle de estoque é capaz de encontrar bons fornecedores e mostrar a importância de cada item vendido em seu negócio, se tornando uma forma interessante de certificar se vale a pena continuar investindo nesse determinado item ou não. 

5. Não saber calcular o preço de venda

Não saber calcular o preço de venda talvez seja um dos principais erros na gestão financeira. Para conseguir calcular corretamente o preço pelo qual suas mercadorias ou seus serviços serão vendidos é preciso ter em mãos os gastos necessários para a produção.

Custos com matéria-prima, mão de obra, custos fixos da empresa, deslocamento de profissionais, maquinário necessário e tantos outros devem estar presentes na formação do preço de venda. Não se pode esquecer-se da margem de lucro, não é mesmo?

Até a quantidade máxima de desconto que você pode aplicar em cada item deve ser pensada, evitando que a empresa tome grandes prejuízos ou perca vendas por não saber quanto pode ser diminuído do preço final, mantendo certa lucratividade. 

6. Não conseguir gerir o lucro

Por fim, mas não menos importante, destacamos a incapacidade de gerir o lucro obtido. Considere, por exemplo, que em um determinado mês você vendeu muito mais do que o de costume. Então, o que fazer com esse “dinheiro a mais”?

Muitos empreendedores não sabem o que fazer e acabam gastando esse dinheiro de uma forma que pode prejudicar o andamento das atividades da empresa. O ideal é reinvestir parte do lucro na própria empresa, buscando automatizar os processos, otimizar as vendas, melhorar o marketing e tantas outras ações visando sempre melhores resultados. 

Listamos, ao longo desse artigo, alguns dos principais erros na gestão financeira de um negócio. É de grande valia conseguir identificá-los o mais rápido possível, tendo tempo hábil para prover soluções e evitar o encerramento precoce das atividades. Não perca tempo, mude a gestão financeira do seu negócio, conquiste seus objetivos e veja sua empresa crescer cada vez mais!

E aí, gostou do nosso artigo? O que achou dos erros na gestão financeira que destacamos? São bem comuns, não é mesmo? Então, compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude outros empreendedores como você! 

 

>> Dinheiro no tempo certo faz toda diferença! Peça uma proposta exclusiva de empréstimo para sua empresa aqui!

 

E aí, gostou das dicas deste artigo? Nós, da BizCapital, estamos aqui para ajudar empresários que desejam ver o seu negócio decolar! Para conferir outras dicas sobre o mundo do empreendedorismo, siga as nossas redes sociais: Facebook, LinkedIn e Instagram.

Conheça melhor a nossa empresa pelo site www.bizcapital.com.br e para solicitar um empréstimo sem garantias de maneira rápida e fácil, acesse: direto.bizcap.com.br 😉

ver tudo sobre: dicas de gestão