13 ago 2018

6 principais indicadores financeiros para medir o sucesso de uma empresa

leitura de 6 min
6 principais indicadores financeiros para medir o sucesso de uma empresa

O crescimento de uma empresa depende de uma infinidade de variáveis, mas uma das mais importantes é a organização. É fundamental que o empreendedor tenha total consciência dos indicadores da empresa para que ela viva prosperamente. Mas, você sabe quais seriam os indicadores financeiros mais importantes para manter sempre no radar?

Se chegou até o nosso blog, muito provavelmente você deseja entender melhor a situação financeira do seu negócio, certo? Bem, uma das melhores opções para ter um conhecimento completo é fazer uma pesquisa nos mais variados níveis da empresa, buscando ter uma avaliação da saúde financeira do seu estabelecimento.

Os indicadores que aqui demonstraremos são capazes de tornar visíveis as métricas de desempenho, assim como possibilitam o choque de informações que resultam em direcionamentos claros de futuros investimentos. Confira e melhore a gestão financeira do seu negócio!

Meça seu sucesso com indicadores financeiros

Existem, na doutrina da Administração de Negócios, 6 indicadores financeiros que podem demonstrar o sucesso de seu empreendimento. Sendo ferramentas que permitem a avaliação de resultados diariamente, é recomendável uma rotina de atualização e reanálise. Dentre os mais importantes, podemos citar:

Faturamento

Mais comumente utilizado, o indicador financeiro do faturamento é aquele que os empreendedores costumam sempre acompanhar. Muito disso se dá por ser uma métrica diretamente relacionada à rentabilidade da empresa. Para calcular esse indicador, é necessário somar todos os proveitos da empresa num dado período de tempo. O ideal é sempre ter um ciclo dessa informação, podendo comparar o período ao seu anterior;

Nível de Endividamento

Capaz de medir quanto “no vermelho” a empresa está, o indicador nível de endividamento é importante para evitar a construção de um buraco de dívidas que dificilmente se consegue sair. Para chegar nesse resultado, divida o passivo pelo ativo da empresa e multiplique o resultado por 100. O resultado será a porcentagem de endividamento do empreendimento. Quanto maior o número, maior a sua dívida diante de sua renda;

Ponto de Equilíbrio

O ponto de equilíbrio – Breakeven – é o valor que você deve ter em mente mensalmente. A métrica serve para descobrir o que deve faturar para pagar todos os gastos da empresa, contando com custos variáveis e despesas fixas. Ele é um bom indicador para orientar o faturamento mensal, ajudando a acompanhar metas e identificar possíveis desvios e ações corretivas;

Controle Orçamentário

O controle orçamentário é um processo de acompanhamento que serve para analisar a diferença entre o que foi orçado no planejamento da empresa e o que de fato foi obtido em dados reais. Utilizado para identificar as variações de resultados, corrigir possíveis erros e ajustar os próximos planejamentos a fim de otimizar investimentos em pontos chave da empresa. Com ele, o acompanhamento do cumprimento de metas se torna mais factível e consistente;

Custos Fixos e Variáveis

Mapear o indicador financeiro de custos fixos e variáveis é um dos principais passos para uma bom gerenciamento financeiro do negócio. Os custos fixos são aqueles que permanecem os mesmos mensalmente, como por exemplo planos de telefone e gastos com aluguel. Os custos variáveis, por sua vez, são aqueles que costumam sofrer mudanças, como gastos com matéria-prima e mão-de-obra. Para mapear esses custos, basta fazer um levantamento mensal dessas despesas e controlá-las de acordo com seu orçamento. Conhecendo bem essas informações, é possível pensar em melhorias e investimentos para o seu negócio;

Margem Operacional

Indicador essencial para o propósito aqui explicitado – saber a situação financeira da empresa. A margem operacional é a porcentagem de uma venda que fica após as reduções de despesas, exceto a do Imposto de Renda. Notar essa métrica é interessante para que esteja sempre ciente do resultado operacional da empresa de forma líquida;

Qual a importância de utilizar esses indicadores?

Como deu para perceber, esses indicadores devem ser utilizados de forma quase que diária. Um verdadeiro mantra repetido a cada novo ciclo da sua empresa. Essa análise direciona a sua gestão à um caminho mais estratégico e eficaz. Com esses dados em mãos, você conseguirá ter o que é conhecido como Visão Holística da Saúde Financeira.

Lembre-se sempre de não olhar apenas para o interior de sua empresa, mas também comparar suas métricas com o mercado como um todo para saber se sua empresa tem alicerces suficientes para se segurar.

Pontos da Macroeconomia para se observar

A análise do que acontece no exterior da empresa é tão importante quanto observar os indicadores internos. Por isso, fique sempre atento às seguintes movimentações da macroeconomia:

  • Mercado de Bens e Serviços: fique atento à sua concorrência, assim como a legislação e possíveis mudanças nos impostos referentes às suas atividades;
  • Mercado de Trabalho: note sempre a taxa de salário, nível de emprego e mudanças na CLT, a qual sofreu algumas atualizações nesses últimos anos e deverá ser vítima frequente de novas interpretações e releituras;
  • Mercado Monetário: outro ponto de grande importância para a sua gestão é o conhecimento do mercado e da estabilidade monetária na economia em que vivemos. Isso é facilmente consultado por meio do BCB (Banco Central da Brasil), é a partir dele que você poderá saber a taxa de juros, demanda, oferta de moedas e afins.

Esse tipo de ferramenta, quando utilizada com o fim de melhorar sua gestão como empreendedor são capazes de blindar suas decisões contra instabilidades e falta de claridade ao agir. Quanto mais precisão no momento de investir ou retirar investimentos, maior o lucro e a probabilidade de sucesso do seu empreendimento!

Invista tempo!

Principalmente se você for um empreendedor individual ou de pequeno porte, esse tipo de relatório e indicador deve ser feito e atualizado sempre, o que é uma atividade bem exaustiva se acumulada.

Como dito anteriormente, busque fazer disso um mantra, uma atividade que está tão incrustada no seu ritmo de atividades que se faz necessário para o devido início e conclusão de uma demanda. Dessa maneira, 

Bem, esperamos que tenha gostado desse nosso compilado de dicas, assim como explicações teóricas. Se curte esse tipo de artigo, deixe nos comentários ideias de outros títulos que poderíamos escrever por aqui também!

Abraços e até a próxima!

 

>> Dinheiro no tempo certo faz toda diferença! Peça uma proposta exclusiva de empréstimo para sua empresa aqui!

 

E aí, gostou das dicas deste artigo? Nós, da BizCapital, estamos aqui para ajudar empresários que desejam ver o seu negócio decolar! Para conferir outras dicas sobre o mundo do empreendedorismo, siga as nossas redes sociais: Facebook, LinkedIn e Instagram.

Conheça melhor a nossa empresa pelo site www.bizcapital.com.br e para solicitar um empréstimo sem garantias de maneira rápida e fácil, acesse: direto.bizcap.com.br 😉

ver tudo sobre: dicas de gestão