13 fev 2017

6 dicas de como evitar a inadimplência na sua empresa

leitura de 3 min
6 dicas de como evitar a inadimplência na sua empresa

O que é pior: deixar de fazer uma venda ou não receber os valores referentes a ela? Ao analisar esse questionamento de maneira teórica, fica fácil dizer que não vender é a melhor opção.

Porém, no ápice de uma venda, muitos profissionais negligenciam sinais e informações importantes que são cruciais para não ter clientes caloteiros.

Mas então, como evitar a inadimplência nas empresas?

Para que você saiba o que fazer e tenha sempre um bom fluxo de caixa para arcar com as despesas de seu negócio, siga as 6 dicas que listamos abaixo!

1 – Analise o crédito do cliente

Antes de fechar uma venda que não seja realizada com pagamento à vista, faça uma análise de crédito de seus clientes. Como essa já é uma prática de mercado, não haverá mal estar em pedir e buscar informações sobre a atual situação do consumidor e sobre o histórico do cumprimento das responsabilidades financeiras dele em uma instituição de proteção ao crédito. Não deixe de fazer essa averiguação.

2 – Ofereça crédito aos poucos

Mesmo que não haja nenhuma restrição no nome do comprador, ainda assim é importante que as empresas sejam prudentes antes de liberar linhas de crédito muito grandes nas transações comerciais iniciais. O ideal é que o comportamento do cliente seja analisado ao longo do tempo para que tais valores sejam ampliados de acordo com o bom relacionamento criado.

3 – Facilite as compras no cartão

Mesmo que haja tarifas de administração, ainda assim, os cartões de crédito e de débito são as formas mais seguras de recebimento de pagamentos. Isso porque se houver a inadimplência por parte do cliente, quem assume a responsabilidade é a instituição financeira.

4 – Formalize a venda

Emita sempre a nota fiscal para ter o amparo da justiça caso tenha problemas em relação aos pagamentos referentes à venda feita. E se os produtos e/ou serviços negociados envolverem montantes financeiros mais expressivos, formalize os combinados em um contrato.

5 – Fuja de vendas arriscadas

Investigado o comportamento e o histórico de compras e de pagamentos do consumidor e constatado que ele não é um potencial cliente inadimplente, não faça a venda. A frustração dessa perda é, sem dúvida, bem menor do que o prejuízo causado pelos caloteiros.

6 – Observe padrões de consumo

Se o comprador for uma pessoa jurídica, conte com o apoio das tecnologias para identificar padrões de compras e os analise com informações de mercado. Ao entender o negócio da empresa, fica fácil identificar os cenários de mercado e de antever potenciais riscos de calotes.

Agir de maneira preventiva é a melhor e a mais garantida forma de evitar a inadimplência. Isso porque, além de reduzir o número de calotes, tal ação ajuda na redução de custos e barra a geração de outros tantos gastos desnecessários.

Portanto, jamais espere alcançar altos índices de devedores para tomar uma atitude! Aja preventivamente, colocando o conhecimento adquirido em prática, e evite esse tipo de problema!

Gostou de saber como evitar a inadimplência? Tem alguma outra dica que gostaria de acrescentar à nossa lista? Deixe um comentário dizendo o que achou dessa postagem e compartilhe as suas boas práticas conosco.

 

Agora, se você precisar de crédito para sua empresa e estiver sem tempo para a burocracia dos bancos, conte com a BizCapital.

Peça uma proposta sem compromisso: bizcapital.com.br/direto

Visite nosso site: www.bizcapital.com.br

ver tudo sobre: guia de empréstimo